13 de out de 2010

On 05:44 by HERIVELTON MARCULINO   Sem comentários

O pastor Paulo Brito é Pastor da AD, teólogo e professor da ESTEADEB no Espírito Santo

JOVENSADA: A paz do Senhor Pastor Paulo! Estamos preocupados se um bom presidente(a) presidirá nosso país a partir de 2011.

Pr. P B: A paz do senhor. Percebo que muitos crentes ainda estão alheios a palavra de Jesus. Muito tem medo quanto ao que vai presidir o nosso país, outros queriam que fosse um irmão em Cristo ou até um pastor, infelizmente, quantos evangélicos tem se misturado à política decepcionando a igreja em que faz parte. Meu filho, seja serra ou Dilma, eu fico com a palavra de Jesus: "as portas do inferno não prevalecerão contra a Sua Igreja”. Não é serra, Dilma ou outro qualquer que vai parar a marcha da igreja.

JOVENSADA: Então como um cristão deve se posicionar diante da política?

Pr. P B: A vida cívica e política é uma coisa, qualquer um que for eleito, passa a ser autoridades constituídas por Deus, na vida pública claro, mas o papel da igreja é bem diferente, pregar o evangelho que a nossa missão. O que acontece é que muitos pastores e líderes se envolve com a política, vendem seu nome e compromete os fiéis menos informados, isso é pecado. Veja bem, de uma política pra outra surge historias pervertidas para manipular as mentes fracas.

JOVENSADA: Em quem votar no segundo turno?

Pr. P B: Eu voto em qualquer um, o papel da igreja é evangelizar o mundo, não através da política, mas pelo o Evangelho, que é poder de Deus. Voto em _____ consciente, não vejo diferença religiosa entre Serra e Dilma.

JOVENSADA: O que a igreja deve fazer diante dessas eleições?

Pr. P B: Não fomos chamados para julgar ou condenar ninguém, pelo contrário, fomos chamados para ganhar o mundo pra Cristo, não através da política, e sim do Evangelho. Não são os políticos que vão defender a Igreja, a vitória da Igreja é certa [em Cristo], agora, as denominações que ao invés de enviar missionários para o campo, transferem para as chamadas "agências de missões", e estão enviando para a política [suas responsabilidades]. Isso não resolve. Cada vez mais se comprometem diante de Deus. Quantos púlpitos são invadidos por macumbeiros, satanistas, e até homossexuais, como já vi, na época da política, só porque estão no "partido preferido”, enquanto muitos dos membros são proibidos, por se tratar de um lugar para os santos homens de Deus.

JOVENSADA: Agradecemos sua participação, suas palavras finais...

Pr. P B: Política e fé são como óleo, não se misturam, ainda que agitem, passando o tempo, cada um toma seu rumo. A paz do senhor!

0 comentários:

Postar um comentário