6 de ago de 2010

On 20:53 by HERIVELTON MARCULINO   Sem comentários

Pastor, pregador e escritor inclusive de lições juvenis CPAD, CIRO SANCHES ZIBORDI tem alcançado notável reconhecimento. Já li dois livros dele, ‘Adolescentes S/A’ é um deles. Esse blog aborda questões curiosas e atuais em nosso meio, onde Ciro responde com segurança sob a direção da Palavra.

Vale a pena acessar:

http://cirozibordi.blogspot.com/

Eis uma das postagens que eu acho que identifica-se com os JOVENS ADA:

"Como o evangelho nasceu em mim, na adolescência"

Eu devia ter uns 5 anos quando vi o quadro “Os Dois Caminhos” pela primeira vez. Isso já faz mais de trinta anos! Naquela época, esse quadro fazia sucesso entre os evangélicos. Lembro-me de que os meus pais também o compraram, o que me permitiu examinar cada detalhe da ilustração.

Na minha adolescência, desviei-me do Caminho do Senhor, e algumas coisas contribuíram para que o evangelho viesse a nascer em mim, posto que eu apenas havia nascido no evangelho, isto é, num lar evangélico. Uma delas foi o fato de eu refletir sobre a minha vida, ao olhar para o quadro “Os Dois Caminhos”. E outra foi o hit da época “Você é filho de crente”, que narrava toda a minha vida, nos mínimos detalhes.

Acho que ainda me lembro da contundente letra da aludida composição:

Você é filho de crente/ Mas não é filho da luz

Você nasceu no evangelho/E não aceitou Jesus

Os seus pais são filhos de Deus/ Mas porém você não é

No caminho do Inferno palmilhando estão seus pés

Coro:

Mas não pense que o Senhor/ Te terá por inocente

Você conhece a verdade/ Você é filho de crente

Não fique facilitando/ Pois a morte é surpreendente

Você conhece a verdade/ Você não é inocente

Quando ainda criança/ Ia à igreja com seus pais

Que até hoje continuam/ Só você que não vai mais

Fez-se inimigo de Deus/ Filiou-se a Satanás

Mas tenho plena certeza/ Que você não vive em paz

Trocar a paz pela guerra/ Trocar a luz pelas trevas

Trocar Deus por este mundo/ Bela vida que tu levas

Não sejas assim tão covarde/ Tão desonesto com Deus

Venha tomar tua cruz/ Venha ser filho de Deus”

Que saudade! Naquela época os hinos não eram triunfalistas ou antropocêntricos, e não havia tanto apelo comercial. A maioria das composições era de louvor a Deus. E havia também hinos como o mencionado acima, que apresentavam uma mensagem que verdadeiramente mexia com a nossa estrutura... Bem, voltando ao quadro, ele me ajudou muito a refletir sobre a vida que eu estava levando, pois me fez compreender o que o Senhor Jesus disse em Mateus 7.13,14:

Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz a perdição, e muitos são os que entram por ela; e porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem”.

O Senhor Jesus tem os seus meios de nos fazer refletir sobre a vida que estamos levando, a fim de que nos cheguemos a Ele enquanto há tempo (Is 55.6; 2 Co 6.2).

E foi através dos mencionados quadro e hino que eu me reaproximei de Deus, em 1985, e passei a dar ouvidos à sua Palavra na Assembleia de Deus de Vila Míriam, na cidade de São Paulo. Aleluia!

“Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração, como na provocação” (Hb 3.15).

Ciro Sanches Zibordi

Ciro Sanches Zibordi

A paz do Senhor!

0 comentários:

Postar um comentário