30 de nov de 2014

On 12:44 by HERIVELTON MARCULINO in , , ,    2 comments

Por David C. McCasland

O dono de um restaurante na Vila de Abu Ghosh, fora da cidade de Jerusalém, ofereceu um desconto de 50% para os clientes que desligassem seus celulares. Jawdat Ibrahim acredita que smartphones mudaram o foco das refeições: do companheirismo e conversa para a navegação na internet, envio de mensagens de textos e telefonemas de negócio. "A tecnologia é algo muito bom," Ibrahim  diz. "Mas... quando você está com a sua família e os seus amigos é possível ser capaz de esperar por meia hora e simplesmente desfrutar do alimento e da companhia."

Como é fácil nos distrairmos com muitas coisas, sejam em nosso relacionamento com os outros ou com o Senhor. Jesus disse aos seus seguidores que a distração espiritual começa com os corações endurecidos, com os ouvidos que dificilmente ouvem e olhos que já se fecharam (Mt 13.15). Ao usar a ilustração de um fazendeiro espalhando sementes, Jesus comparou a semente que caiu entre espinhos a pessoa que ouve a Palavra de Deus mas cujo coração está focado em outras coisas. "...os cuidados do mundo e a fascinação das riquezas sufocaram a Palavra, e fica infrutífera" (v. 22).

Há grande valor em cultivarmos momentos, todos os dias, nos quais acabamos com as distrações da mente e do coração e nos focamos no Senhor.

Fonte: Pão diário 4º Trim. - 2014

2 comentários:

  1. Creio que este é o grande desafio em dias que a ciência tem se multiplicado. O nosso culto a Deus não é só no Templo, mas no nosso dia a dia, nos afazeres, e é aí que somos desafiados a estar ligados com o Senhor.

    ResponderExcluir