1 de dez de 2013

On 13:10 by HERIVELTON MARCULINO   Sem comentários

02/12/13 
 Palavra que edifica

Pesquisa revela: "Maioria dos jovens acha que educação sexual não deve ser ensinada em casa"

Levantamento feito pela Caixa Seguros mostra que 75% dos jovens acreditam que a educação sexual não deve ser ensinada somente em casa e 70% deles acham que essa formação está associada ao estímulo para o início da vida sexual.
“A conversa com os pais é fundamental, ela faz com que o jovem se sinta muito mais à vontade para absorver e trabalhar as informações e as diferenças” 1, defendeu Miguel Fontes, doutor em saúde pública e coordenador da pesquisa.

A sexualidade, em si, não é prejudicial, foi algo dado por Deus para que o homem pudesse utilizá-la no tempo e do jeito certo. “No entanto, desde a Queda, a sexualidade vem sendo deturpada de modo irresponsável, pecaminoso e grotesco” (Lima, 2013) 2

A respeito da pesquisa, 75% veem a necessidade de ter outras fontes de informações a respeito do tema. Contudo, há um grande perigo dependendo de quem ensina. A mídia apresenta alguns programas com essa temática, mas tais vozes foge daquilo que a Bíblia nos ensina. Cuidado com as novelas, programas e filmes da TV, pois eles nos fazem pensar que são normais, as práticas como sexo antes do casamento, traição, falta de compromisso nos relacionamentos e homossexualismo – tais práticas são claramente condenadas pela Palavra de Deus.

A pesquisa também mostra que grande parte dos jovens vê essa educação sexual como incentivo ao início da vida sexual. Quando pensamos que boa parte das famílias, atualmente, encontram-se desestruturadas, pais sem postura de educadores e a falta de princípios bíblicos na família, entendemos a relação entre o mal ensino sexual e o estímulo a prática. A boa educação sexual tem base bíblica, enche o coração do jovem de temor e o faz entender que tudo tem sua hora.
A paz do Senhor!
2 Elinaldo Renovato de Lima. Lições Bíblicas. CPAD. 2013.

0 comentários:

Postar um comentário