21 de mai de 2011

On 12:31 by HERIVELTON MARCULINO   Sem comentários

“Ah! A igreja deveria facilitar, ser mais leve com essas normas, senão isso vai acabar afugentando os jovens. Você não vê quantos já se distanciaram?”

Esta foi a declaração de um certo jovem ao ser cobrado por seu testemunho na igreja. Será que a igreja precisa ‘facilitar a barra’? Precisamos mudar as doutrinas bíblicas pra que aceitem o evangelho? (Isso é preocupante!)

Parece que está surgindo uma idéia de que tudo deve se adequar a mim, inclusive criar um “NOVO evangelho” que satisfaça meus interesses pessoais, você já ouviu isso: “Não fico nessa igreja mais porque ela não deixa usa óculos amarelo, e aquela deixa.” Peraí, e o Evangelho (original)? Onde foi parar?

“Ah! Aquele evangelho é muito careta pra os dias de hoje! Esse negócio de ‘Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me.’ Não dá!”

O pastor batista José Ferreira chama isso de “o outro evangelho de hoje” e bloga:

“O evangelho da emoção (...) Tudo é relativo. O pastor é mias um animador do que um profeta de Deus, tem fazer o auditório sentir-se bem. É pra isso que o povo vai lá... O "evangelfo fácil" traz decadência nas Escolas Bíblicas Dominicais. Um evangelho utilitarista. Eu vou ao culto porque preciso, não porque Deus tem direitos sobre mim."

Bem, sei que Jesus disse: “Entrem pela porta estreita porque a porta larga e o caminho fácil levam para o inferno, e há muitas pessoas que andam por esse caminho. A porta estreita e o caminho difícil levam para a vida, e poucas pessoas encontram esse caminho.” Mt 7.13,14 NTLH

Bem, sei que estou no caminho certo, se você estiver persevere e olhe tão somente pra Jesus o autor e consumador de nossa fé. (Hb 12.2) A paz do Senhor!

Referência: FERREIRA, J P. Teologando. 2006. http://seminariobaptista.blogspot.com/2006_05_25_archive.html

0 comentários:

Postar um comentário