22 de nov de 2009

On 13:30 by JovensADA   Sem comentários

O homem foi a o barbeiro para cortar o cabelo, como ele sempre fazia.

Começou a conversar com o barbeiro e falaram sobre vários assuntos.

Conversa vai, conversa vêm, eles começaram a falar sobre Deus. O barbeiro disse:

-Eu não acredito que exista como você diz.

-Por que você diz isto? O cliente perguntou.

-Bem, é muito simples. Você só precisa sair na rua para ver que Deus não existe. Se Deus existisse, você acha que existiriam tantas pessoas doentes e crianças abandonadas? Se Deus existisse não haveria dor ou sofrimento. Eu não consigo imaginar que Deus permita todas essas coisas.

O cliente pensou por um momento, mas ele não quis dar uma resposta para evitar uma discussão. O barbeiro terminou o trabalho e o cliente saiu. Neste momento, ele viu um homem na rua com barba e cabelos longos. Parecia que já fazia um bom tempo que ele não cortava o cabelo ou fazia uma barba.

Então o cliente voltou para a barbearia e disse ao barbeiro:

-Sabe de uma coisa os barbeiros não existem.

-Como assim, eles não existem? perguntou o barbeiro. Eu estou aqui e sou um barbeiro.

-Não exclamou o cliente. Eles não existem porque se existissem não existiriam pessoas com barba e cabelos longos, como aquele que esta andando ali na rua.

-Ah, mas barbeiros existem, o que acontece é que as pessoas não me procuram isso é uma opção delas.

-Exatamente afirmou o cliente. E justamente isso. Deus existe. O que acontece é que as pessoas não o procuram, pois isso é uma opção delas, e é por isso que há tanta dor e sofrimento no mundo.

Fiquem com Deus.

Chegai-vos a Deus, ele se chegará a vós (Tiago, 4:8).

0 comentários:

Postar um comentário