19 de dez de 2009

On 04:46 by Dihego Feliciano   Sem comentários
É natal! A cidade ficou toda diferente...
Corre-corre nas lojas, atropelos nas calçadas
Emoções em alta nas trocas de presentes
Como vaga-lumes, piscam árvores iluminadas.
A noite envaidecida ficou bem mais linda!
As estrelas cintilantes brilham mais ainda
Os fogos de artifícios enfeitam o lindo céu
Os sinos alegres repicam o “jingle bell”
Nas casas, com destaque, a ceia está preparada:
Nozes, panetones, avelãs, parece não faltar nada
Mas falta tudo! Porque falta o verdadeiro alimento
Jesus Cristo, o pão da vida ficou no esquecimento
A âncora da alma, cordeiro Santo, sacerdote real
Senhor dos Senhores, onde te puseram neste natal?
No canto da sala, a árvore de natal não foi esquecida
Mas se esqueceram de Jesus, a verdadeira árvore da vida
Bebem vinhos, whiskys, champanhe pela tua chegada
E não bebem desta água, que uma vez tomada
Sacia a sede para sempre e nos garante vida eternal
Não te bebem! Jesus, onde te puseram neste natal?
Limpam as suas casas, deixando-as bem adornadas
Mas não limpam os corações para que faça morada
Todos se preparam tanto para a chegada de papai noel
E não se preparam para ti, que em breve surgirá no céu
Acreditam em gnomos, duendes, adivinhos, bola de cristal
E não crêem em ti Jesus! Onde te puseram neste natal?
Ah! Eu vejo tudo acontecendo como naquele dia
Quando o meu Jesus, ainda no ventre de Maria
De estalagem em estalagem procuravam um lugar
E não havia lugar, para o filho de Deus aconchegar.
Como naquele tempo, sei que a hora já está chegando
Os sinais são evidentes, Jesus Cristo está voltando
Ele está batendo à tua porta! Ele pede para entrar
E como naquele tempo, Ele não encontra lugar
Não há lugar! O coração do homem já está ocupado
Pela vaidade, pela mentira, pelo engano e pelo pecado
Está cheio de um vazio que só Cristo pode preencher
Mas ao ouvir a sua voz, ele insiste em não perceber
Que só Jesus pode dar vida, num lindo lar celestial
E em sua ceia, há um lugar para Cristo neste natal?

0 comentários:

Postar um comentário